Caso Nayara Andrade que foi morta pelo primo policial de Muriaé: realizada no Fórum de Muriaé a 1ª Audiência de Instrução

OS DOIS POLICIAIS MILITARES ACUSADOS DE ENVOLVIMENTO NO CRIME ESTAVAM PRESENTES. Foi realizada na tarde desta quarta-feira, 01 de dezembro, no Fórum Tabelião Pacheco de Medeiros a 1ª Audiência de Instrução do “Caso: Nayara Rocha Andrade” a manicure muriaeense de 34 anos de idade, que morreu assassinada com quatro tiros, quando estava em seu local de trabalho, na Rua Belisário, fato ocorrido no dia 01 de junho, por volta das 8 horas da manhã.

 

Estavam presentes os dois militares acusados de participação no crime, o Sargento PM de Muriaé, que é primo da vítima, e o Cabo PM de Belo Horizonte, além de advogados, testemunhas, representantes de forças de segurança, Ministério Público e Poder Judiciário. A apuração por parte da Polícia Civil de Muriaé na ocasião do crime foi rápida, em pouco mais de dois meses, já havia juntado as peças necessárias para apontar os suspeitos da autoria. Os acusados do crime vieram em viaturas da Polícia Militar de Ubá (onde o muriaeense segue preso) e Belo Horizonte. Não foi mencionado sobre o Julgamento, pois o processo segue com suas etapas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.