Tribunal Pleno realiza sua primeira sessão virtual

 

 
Proposta de emenda regimental do CNJ tramitou na Comissão de Regimento Interno antes da votação

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) realizou durante essa semana sua 1ª sessão do Tribunal Pleno de modo virtual. Foi feita a votação de uma proposta de emenda regimental, por determinação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A proposta do CNJ tramitou na Comissão de Regimento Interno antes de ir para a apreciação do Tribunal Pleno. Aprovada por maioria, a votação aconteceu pelo sistema Themis e terminou na tarde desta sexta-feira (9/10).

Presidente do TJMG, desembargador Gilson Lemes: “O marco histórico de hoje é fruto da política institucional voltada para o fortalecimento da área de TI”

Em agosto deste ano, após reunião com o então presidente do CNJ, ministro Dias Toffoli, o TJMG foi elogiado pelo destaque na realização de reuniões por videoconferência e uso de novas tecnologias. “Fiz questão de ressaltar que as novas tecnologias foram muito bem assimiladas por magistrados e servidores mineiros. É uma mudança de paradigma e aqui em Minas Gerais estamos trabalhando nessa frente muito bem”, afirmou o presidente do TJMG, desembargador Gilson Soares Lemes.

“O marco histórico de hoje é fruto da política institucional voltada para o fortalecimento da área de TI, os investimentos na melhoria da infraestrutura e nas soluções informatizadas e, sobretudo, pelo comprometimento e dedicação dos servidores e colaboradores da Dirfor (Diretoria Executiva de Informática) na condução dos projetos de interesse da instituição e dos usuários dos serviços”, ressaltou o presidente.

1º vice-presidente do TJMG, desembargador José Flávio de Almeida: “Temos cumprido nossa missão institucional sem comprometer a saúde”

“Entramos definitivamente na era digital e, aliados à tecnologia, temos cumprido fielmente nossa missão institucional, sem comprometer a saúde de magistrados, servidores e colaboradores neste cenário tão conturbado pela pandemia do novo coronavírus”, afirmou o 1º vice-presidente do TJMG, desembargador José Flávio de Almeida.

O juiz auxiliar da Presidência do TJMG e coordenador da Dirfor, Delvan Barcelos Júnior, disse que nessa época de pandemia, poder realizar um julgamento virtual com todos os desembargadores é uma ação não só desejável como necessária. “Estamos customizando o Themis para julgamentos também de processos administrativos”, explicou.

Juiz auxiliar da Presidência do TJMG e coordenador da Dirfor, Delvan Barcelos Júnior: “Estamos customizando o Themis para julgar também processos administrativos”

Themis

O sistema Themis, utilizado pelo TJMG, foi cedido pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) e adaptado para operar com os sistemas de julgamento da instância superior mineira – Sistema de Acompanhamento Processual (Siap) e Processo eletrônico da 2ª instância (JPe).

O Themis foi concebido para funcionar com até 99 julgadores e para que ele pudesse ser utilizado para julgamento do Tribunal Pleno, com 139 desembargadores atualmente, foi necessária uma adaptação para ampliar essa capacidade.

A Dirfor, junto com o Centro de Suporte Técnico ao Processo Judicial Eletrônico e Sistemas Correlatos na 2ª instância (Cesupe), fez os ajustes tecnológicos necessários para permitir a participação de todos os desembargadores do Tribunal Pleno na votação.

Ouça o podcast com Juiz auxiliar da presidência e coordenador da Dirfor, Delvan Barcelos Júnior em anexo.

Assessoria de Comunicação Institucional – Ascom
Tribunal de Justiça de Minas Gerais – TJMG
(31) 3306-3920
imprensa@tjmg.jus.br
facebook.com/ TJMGoficial /
twitter.com/ tjmgoficial
flickr.com/ tjmg_oficial

 
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.