CONSUMIDOR AGORA TEM CADASTRO POSITIVO AUTOMÁTICO

 

 

P R O C O N

MURIAÉ – MG

_____________________________________________________________________

 

 

CONSUMIDOR AGORA TEM CADASTRO POSITIVO AUTOMÁTICO

(cuidados a serem tomados)

 

 

CADASTRO POSITIVO – Todo e qualquer consumidor brasileiro que  teve seu nome enviado para o SPC, SERASA ou SCPC,  já sabe da existência do chamado “cadastro negativo”. Quando isso acontece as empresas em geral avaliam o histórico de mau pagamento (inadimplência ou atraso nas dívidas) de consumidores e empresas para decidir se vão negar crédito ou cobrar taxas mais altas de quem estiver na “lista negra”. A partir de agora teremos o CADASTRO POSITIVO. E, o que é o CADASTRO POSITIVO? É um banco de dados que reúne informações de consumidores com um bom histórico de pagamentos. Ou seja, aqueles que costumam pagar suas dívidas em dia e não estão inadimplentes. É uma espécie de “currículo financeiro” do bom pagador. Pelo menos teoricamente o cadastro positivo serve como referência para varejistas e credores (bancos ou financeiras) identificarem quem são os bons pagadores que buscam crédito. De posse dessas informações, o objetivo é que eles consigam separar quem atrasa as contas de quem paga os boletos em dia e, assim, decidir para quem vão emprestar dinheiro. Quando o risco de calotes é mais baixo, eles podem cobrar juros menores do consumidor. Na verdade, o arquivo favorável já existia no Brasil desde agosto de 2013. Porém, como a inclusão não era obrigatória, a adesão foi bem menor que o previsto. Hoje, após a modificação da lei, os nomes são incluídos automaticamente, desde que possuam um bom histórico de dívidas. Mas, vale lembrar: a participação no cadastro não é obrigatória. Quem não quiser fazer parte pode pedir para ser excluído, por meio do SPC, SERASA ou SCPC. Também são essas empresas que  passam as informações a varejistas, financeiras e bancos, que vão avaliar se concedem crédito e sob quais taxas de juros, de acordo com a capacidade de pagamento dos clientes. É importante saber que todo aquele que tem suas contas pagas em dia, no cadastro recebe uma pontuação, uma nota de crédito, chamada também de “score“. É essa nota que serve para medir o risco do consumidor não pagar uma dívida aos credores. Ela é dividida entre baixo, médio e alto risco de inadimplência, de acordo com o histórico de pagamento de cada consumidor. Quanto mais alta a nota, maiores as chances de obter crédito a um custo mais baixo. Os dados no cadastro positivo influenciarão o score“, que pode subir ou descer. De modo geral, quando o consumidor paga as contas em dia e tem menos de 30% de sua renda comprometida com empréstimos, o “score” sobe. Na outra direção, quem atrasa o pagamento de dívidas, está com o nome sujo e comprometeu boa parte de seus ganhos com crédito tem sua pontuação reduzida.

SEMPRE É BOM TER CUIDADOS – De qualquer forma, sempre é bom lembrar do velho ditado “laranja madura, na beira da estrada, tá bichada Zé, ou tem marimbondo no pé“, e tomar alguns cuidados com as novas regras do cadastro. Vamos a eles: 01) não se deixe  enganar com propostas de empréstimos ou financiamentos feitos por telefone ou internet. Sempre é melhor negociar pessoalmente; 02) leia com atenção ou peça alguém para ler os contratos ou termos de adesão que for assinar; 03) exija comprovante, por escrito, dos juros a serem cobrados; 04) evite fornecer informações pessoais por telefone ou internet, a menos que você saiba, com certeza, quem está solicitando.

Finalmente cabe ressaltar que os efeitos práticos do cadastro positivo só devem começar a ser sentidos apenas daqui a seis meses. Este é o período para que as empresas do setor se ajustem e o cadastro esteja formado.

 

(PROCON DE Muriaé – Unidade Administrativa do Poder Executivo Municipal – Vinculado ao Gabinete do Prefeito – Administração 2017/2020)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.